DERMATOLOGIA

A microdermoabrasão, ou peeling de cristal, é um método de tratamento cutâneo no qual ocorre um lixamento superficial da pele. Este método é realizado com o uso de um aparelho composto por duplo sistema de aspiração e compressão que lança e, ao mesmo tempo, aspira microcristais de óxido de alumínio sobre a área a ser tratada.

dermato5

 

Esta “agressão” promovida pelos cristais promove um peeling cutâneo. A sua intensidade varia de acordo com a quantidade de cristais, a pressão utilizada e o número de vezes que a cânula é passada na pele. No caso de um peeling superficial, após o procedimento, a pele fica avermelhada e levemente inchada. Quando é realizado um peeling médio, que chega a atingir a segunda camada da pele, ocorre a formação de crostas, que após serem eliminadas poderão provocar um avermelhamento da pele que dura até 30 dias.

Caracteriza-se por ser um dos procedimentos estéticos dermatológicos mais realizados nos Estados Unidos, sendo denominado de “lunch time peel” (peeling da hora do almoço). Devido a sua praticidade e rápida recuperação, o paciente pode realizar este procedimento e retornar às suas atividades imediatamente.

O tratamento é realizado em várias sessões, sendo que os resultados, a longo prazo, são equivalentes aos dos peelings superficiais e médios. O intervalo entre as aplicações varia de acordo com a profundidade atingida. Quando o procedimento é mais superficial, pode ser repetido a cada 7 ou 15 dias. Os peelings médios, a pelo menos cada 30 dias.

A microdermoabrasão pode ser utilizada no tratamento de cicatrizes de acne e fotoenvelhecimento (são as mais comuns e com melhores resultados), rugas finas, hipercromias, estrias e cicatrizes. No caso de rugas, estima-se tratamento de 5 a 15 sessões, já as estrias e cicatrizes de acne podem chegar, em média, de 10 a 20 sessões.

As grandes vantagens desta técnica praticamente indolor são a recuperação rápida e a ausência de necessidade de interrupção dos tratamentos estéticos do dia a dia, ou da vida social e/ou profissional do paciente. Além do mais, pode ser realizada durante o verão.

Fonte – (www.sbd.org.br)


VEJA TAMBÉM